quarta-feira, 27 de abril de 2011

Igreja Cristã Contemporânea permite casamento gay

                                    
Deu na revista Trip: “Enquanto uma poderosa bancada evangélica tenta bloquear direitos LGBT no congresso, uma modesta igreja carioca mostra que é capaz de amar ao próximo. Fundada por um casal gay evangélico, permite que qualquer orientação sexual ande de mãos dadas com a orientação religiosa. Bem vindos à Igreja Cristã Contemporânea. [O] movimento [foi] fundado por Marcos Gladstone, pastor, gay, dissidente da Igreja Evangélica Congregacional que desde 2006 arrebanhou mais de mil fiéis à sua instituição – onde prega os mesmos ensinamentos das pentecostais-padrão, com uma única exceção: não faz restrições a opções sexuais de seus seguidores. [...]


“‘Para ser pastor é preciso estar casado, é importante ver um casal no altar. Queremos ser referência de família’, explica Roberto Soares, pastor da filial de Belo Horizonte, casado há nove anos com Anderson Pereira. ‘Passamos aos fiéis nossos valores, orientamos sobre sexo, falamos de promiscuidade e traição’, conta Roberto. Ele é o cara da oratória. ‘É muito comum no meio gay o sexo sem compromisso e outros comportamentos que nos afastam do poder de Deus. Aceitamos o sexo antes do casamento, desde que feito com amor’, emenda Anderson, que também responde pelo louvor dos cultos na capital mineira. [...]

“Fábio [...] nasceu e cresceu na Igreja Universal. Perdeu a fé aos 24 anos, ‘acreditava que Deus não me amava, passei a usar drogas, tomava ecstasy em boates’, e a reencontrou em 2006, quando conheceu Marcos. Juntos, fundaram a primeira sede, no terceiro andar de um sobrado no bairro da Lapa, no Rio, tradicional território de travestis e prostitutas da cidade. ‘A igreja nasceu e cresceu em torno do nosso amor’, diz Marcos, formado e pós-graduado em teologia pela Universidade Metodista Bennett do Rio de Janeiro. Como tantos outros líderes religiosos Brasil afora, também recebeu uma revelação divina. Em seu caso, na cidade de San Francisco, nos Estados Unidos, berço da militância gay. Lá, diz sua biografia, ‘o Senhor Jesus revelou que sua orientação sexual era algo que jamais poderia mudar ou fugir daquilo que foi constituído por Deus para ser’. Em 2002, de volta ao Brasil, onde havia deixado uma noiva a um pé do altar, se assume gay, rompe com sua igreja e conhece Fábio. [...]”


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...