segunda-feira, 27 de junho de 2011

No departamento pela igualdade, mulheres recebem 8% mais que os homens


O seu papel é auto-evidente pelo seu título, mas parece que o Departamento Governamental pela Igualdade pode ter ido longe demais no processo de corrigir a "injustiça" na sua zona de influência. As suas funcionárias estão a ser pagas em média 7.8% mais do que os colegas masculinos. Por toda a Grã-Bretanha os homens em média ganham 10% mais do que as mulheres.
O departamento mais politicamente correcto da Grã-Bretanha, erigido para erradicar o sexismo por todo o Governo, tem também duas vezes mais funcionárias do que funcionários. Dos 107 funcionários, 65% são mulheres. Quando Harriet Harman, do partido Trabalhista, tomou a liderança do departamento, 56% dos empregados eram mulheres.
O MP Tory criticou o departamento pela aparente falta de entendimento do seu próprio lema, "Colocando a igualdade no centro do governo".
Um MP diz::
Isto destrói a credibilidade da agenda pela igualdade e diversidade se os burocratas do departamento pela igualdade estão-se a queixar duma representação desigual ao mesmo que praticam o reverso. É um óbvio caso de dualidade de critérios.
A estratégia Governamental em torno da igualdade avisa que "descriminação positiva não só não é aceitável, como é ilegal". No entanto desde 2008 que as diferenças entre os géneros quase que duplicou no Departamento Governamental pela Igualdade. Tornou-se um abismo debaixo da liderança da feminista Miss Harman.
Dados recolhidos a partir de 2008 revelam que por cada 7 empregos criados, 6 são para mulheres.

As palavras tem sempre um significado diferente no esquerdismo. Para o resto do mundo, igualdade significa isso mesmo: igualdade. Para as feministas, igualdade significa "vingança" ou "justiça social".

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...