sexta-feira, 29 de julho de 2011

Laboratórios hibridizam secretamente humanos e animais







Cientistas criaram mais de 150 embriões híbridos de humanos e animais em laboratórios britânicos. Os híbridos foram produzidos secretamente nos últimos três anos por pesquisadores investigando possíveis curas para uma série de doenças. A revelação vem apenas um dia depois de um comitê de cientistas alertar sobre um pesadelo como o roteiro [do filme] “Planeta dos Macacos”, em que o trabalho com criações de humanos-animais vai longe demais. Na noite passada, um militante contra os excessos da pesquisa médica disse que estava enojado com o fato de que os cientistas estavam “se interessando pelo grotesco”.

Formas vistas pelo Daily Mail mostram que 155 embriões “misturados”, contendo tanto material genético humano quanto animal, foram criados desde a introdução da Lei de Embriologia e Fertilização Humana, em 2008, a qual legalizou a criação de uma variedade de híbridos, incluindo um óvulo animal fertilizado por um espermatozoide humano; “citoplasma híbrido”, em que um núcleo humano é implantado em uma célula animal; e “quimeras”, em que as células humanas são misturadas com embriões de animais.

(Daily Mail, via Minuto Profético)
Nota: O amigo e jornalista Ruben Dargã Holdorf partilhou esta história comigo: "Frequentava nossa igreja em Curitiba um estudante de Medicina argentino. Ele já estava beirando os 40 anos de idade, apesar de aparentar bem menos. Tenente do exército argentino, ex-combatente nas Malvinas, certa vez ele nos detalhou sua trajetória, desde as aventuras 'arqueológicas' no sopé da Cordilheira dos Andes, em La Rioja, até sua vida como membro das tropas especiais, os temidos 'leopardos', ou 'caras-pintadas', cujo currículo incluía ações em Angola e Congo. A.H.F. me confidenciou certa vez: as forças armadas argentinas, em parceria com setores militares dos Estados Unidos, naquela época, há cerca de 25 anos, já faziam tentativas de amalgamar gametas humanos e de gorilas (daí um dos motivos da aventura 'militar' dele no Congo), a fim de 'criarem' o soldado perfeito para as guerras. Foi a primeira vez, também, que ouvi falar em clonagem, antes mesmo do filme baseado no romance Jurassic Park, de Michael Crichton. Aliás, a primeira denúncia na mídia. Infelizmente mal-explorada por Spielberg, que distorceu o enunciado original do romance."

Há um século, Ellen White escreveu: "Mas se havia um pecado acima de qualquer outro o qual clamava pela destruição da raça pelo dilúvio, estava baseado no crime de amalgamação do homem e de animais, o qual desfigurava a imagem de Deus, e causava confusão em todo lugar" (Ellen G. White, The Spirit of Prophecy, v. 1, p. 69). "Pois assim como foi nos dias de Noé, também será a vinda do Filho do homem" (Mt 24:37).


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...