domingo, 9 de outubro de 2011

Doutora denuncia farsa do aquecimento global



A pesquisa “A Ideologia do Aquecimento Global”, da doutora Daniela de Souza Onça, procura reunir provas e evidências científicas contrárias à hipótese do aquecimento global antropogênico e elucidar seu significado na atualidade. Ela argumenta que o clima está em permanente transformação, não podendo ser reduzido a um produto de variações das concentrações atmosféricas de dióxido de carbono e que a preocupação com mudanças climáticas não é uma novidade histórica, mas, apesar disso, nosso desconhecimento sobre o funcionamento do sistema climático é ainda desafiador. Daniela conclui que a hipótese do aquecimento global antropogênico não é consensual e exerce hoje a função de ideologia legitimadora do capitalismo tardio, perpetuando a exclusão social travestindo-se de compromisso com as gerações futuras.

Daniela defendeu sua tese neste ano, pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo.

Clique aqui para baixar a tese.

Leia também: “Estudo afunda mito do aquecimento global de origem humana” e “Não existe aquecimento global” (clique aqui para ler o artigo de Molion)

Para compreender as implicações proféticas



(Criacionismo) 

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...