quarta-feira, 11 de abril de 2012

Anticâncer -- Uma nova maneira de viver


David Servan-Schreiber tem 49 anos e formou-se em Neuropsiquiatria pela Universidade de Pittsburgh, nos EUA. Aos 31 anos, soube que tinha um tumor maligno no cérebro. Mas ainda cá está e diz-se de óptima saúde. Sorte? Nada disso! 

A luta de Servan-Schreiber contra a doença mortal com a qual convive há 18 anos levou-o a tentar desemaranhar o novelo dos inúmeros estudos científicos sobre o cancro e a tentar dar-lhe sentido, para perceber o que torna umas pessoas mais resistentes ao cancro do que outras. As suas respostas estão no livro "Anticâncer -- Uma nova maneira de viver". Servan-Schreiber é um divulgador espectacular e convincente. Mas há ainda muita coisa por demonstrar cientificamente nas suas ideias. Até agora, tudo o que afirma baseia-se em estudos epidemiológicos ou em experiências in vitro e em animais. Mas argumenta que as mudanças de estilo de vida que preconiza não podem fazer mal nenhum -- e que, se funcionarem, mais vale começar a aplicá-las já do que esperar. 

 Antes de escrever o livro receou que a sua abordagem desse falsas esperanças a outros doentes com cancer. Mas percebeu que o que acontece é que eles vivem numa situação de "falso desespero", porque sentem que não têm qualquer controlo sobre a sua doença e a sua vida, e decidiu transmitir-lhes as suas "mensagens de verdadeira esperança". Como um verdadeiro guru.



Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...